• 55-21-97268-3895
  • andre@awconsultoria.com.br

Category ArchiveEstratégias

3 SOLUÇÕES DEFINITIVAS PARA AUMENTAR SUA PRODUTIVIDADE

A Dieta Pobre Em Informações

“Aprender a ignorar coisas é um dos grandes caminhos para a paz interior.”

(1) Entre imediatamente em jejum de mídia por uma semana ou mais.

Cortar o cordão umbilical da informação não irá fazer o mundo acabar. Um método muito interessante e eficaz é:

Um jejum de mídia por uma semana. Buscar informações é bem parecido com barra de chocolate importado. “Vou comer somente um quadradinho” é tão realista quanto, “Vou navegar na Internet só uns 10 minutos”, quando percebe já se foram 1h rolando a time-line no Facebook. Continue assim, seu negócio agradece!

Claro que você não irá se isolar do mundo inteiro. Depois de limpar a mente e coração das montanhas de informações diárias, você pode voltar a comer sua “barra de chocolate importado digital”. Mas comece logo se não conseguir hoje, inicie amanhã, as 5 regras abaixo:

  • Não assista à televisão, exceto por uma hora, à noite, para se distrair.
  • Não leia livros, isso mesmo! Pelos próximos dias, somente algum de ficção, para se distrair antes de dormir.
  • Não leia jornais, revistas, não ouça audiobooks ou rádios que não sejam musicais. Música é permitida.
  • Não acesse portais de notícias em hipótese alguma (G1, R7, msn.com, UOL, etc.).

Não navegue na Internet quando estiver trabalhando, a menos que seja inevitável para a sua atividade, ajudando a terminar o trabalho para esse dia. Essa regra é crucial.

Durante o jejum semanal a Leitura Desnecessária é a sua inimiga número um.

a-dieta-pobre-em-informação

(2) Desenvolva o hábito de perguntar a você mesmo: “Será que vou realmente usar essa informação para algo imediato e importante?”.

Não basta usar a informação para “algo”- precisa ser imediato e importante. Se não for uma ou outra coisa, não a consuma. Informação é inútil se não for aplicada a algo importante ou você a esquecerá antes que tenha chances de aplicá-la.

Já tive o hábito de ler um livro ou uma página da Internet para me preparar para um evento que ocorreria somente em semanas ou meses, e então precisava reler o mesmo material quando o prazo estava mais próximo. Isso é estúpido e redundante. Siga sua curta lista de coisas a fazer e preencha os lapsos de informação à medida que surgirem.

(3) Pratique a arte de não acabar as coisas.

Isso é outra coisa que levei muito tempo para aprender. Começar alguma coisa não significa automaticamente que você tem que terminá-la. Se você está lendo um artigo que o deixa de saco cheio, ponha-o de lado e não o pegue novamente. Se você vai ao cinema e o filme é pior do que Debi & Lóide 2, saia correndo de lá antes que mais neurônios morram. Se você está satisfeito depois de um prato de comida, repouse o maldito garfo e não peça a sobremesa. Interromper algo é frequentemente 10 vezes melhor do que terminá-lo. Desenvolva o hábito de não acabar o que for chato ou improdutivo, a menos que seu chefe mande você terminar (Caso tenha um ainda!).

Forte abraço,

André Luis.

tudo-sobre-trafego